Cadastro Ambiental Rural (CAR)

O Cadastro Ambiental Rural (CAR) é um registro público, eletrônico, de abrangência nacional feito junto ao órgão ambiental competente. Criado pelo Novo Código Florestal Brasileiro, Lei n.º 12.651 de 25 de maio de 2012 e regulamentado pelo Decreto nº 7.830, de 17 de outubro de 2012. O registro é obrigatório para todos os imóveis rurais e tem como finalidade integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais, compondo base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento.

No Estado de Minas Gerais, o Cadastro Ambiental Rural (CAR) será feito no SICAR-MG, por meio do Portal SisemaNet. A responsabilidade do Cadastro em Minas é da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), sob a coordenação executiva do Instituto Estadual de Florestas (IEF).

 O Ministério do Meio Ambiente publicou dia 05/05/2015 a portaria n° 100 que prorroga por um ano o prazo para inscrição no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

O potencial do agronegócio mineiro

Minas Gerais é o Estado brasileiro com maior participação no valor adicionado ao PIB pela agropecuária.

Minas Gerais é hoje a grande vitrine do agronegócio mineiro, devido à alta qualidade alcançada pelos produtos rurais no Estado.

Além dos melhores rebanhos de bovinos e equídeos, e uma vasta oferta de maquinário e insumos para a atividade agrícola, são destaques o artesanato e produtos alimentícios típicos da nossa terra, como o café, o queijo, o leite e a cachaça.

Minas, conta ainda com grande e crescente destaque turístico, pelas suas belas cidades históricas, pelas estradas reais, com grande potencial de crescimento e expansão do turismo rural.

Tem grande destaque também em produção de frutas e grãos.

Com vasto território, solo fértil e grandes reservas de água, Minas Gerais se destaca no agronegócio e em vários segmentos da agricultura e da pecuária. É o maior produtor de leite, o segundo maior de ovos e está entre os maiores rebanhos de bovinos, suínos e frangos.

Líder na produção nacional de leite, Minas Gerais produziu 8,4 bilhões de litros em 2010, equivalente a 27,3% do total brasileiro.
Abriga o segundo maior rebanho bovino.

O Estado lidera com folga a produção de café no Brasil. Espalhada por mais de 600 municípios do estado, a área cultivada ultrapassa 1 milhão de hectares.

O café é o segundo principal produto da pauta de exportação de Minas Gerais, atrás apenas do minério de ferro.

O Estado é o sétimo principal produtor do país e tem grande potencial de crescimento.
A produção de soja em Minas Gerais se concentra com maior intensidade na região Noroeste.

Com economia moderna e diversificada, Minas Gerais oferece um amplo leque de vantagens a quem deseja estabelecer empresas, fazer negócios e investir.

_________________________________________________________
Recursos hídricos

Fator importante são as vastas reservas de água no Estado de Minas. O Estado de Minas Gerais ficou conhecido como a "caixa d'água" brasileira, numa referência à relevância das suas bacias hidrográficas. É produtor de água em seus 58,6 milhões de hectares. As principais bacias que compõem a rede hidrográfica do Estado são as dos rios Doce, Grande, Jequitinhonha, Mucuri, Paraíba do Sul,  Paranaíba, Pardo e São Francisco. A seguir, uma breve descrição de cada uma:
Mapa das bacias hidrográficas
Bacia do rio Doce: Está localizada a sudeste de Minas Gerais compreendendo uma área 715 milhões de km² no Estado.
Bacia do rio Grande: Pertence à bacia brasileira do rio Paraná. Possui uma área total em Minas de 863 milhões de km².
Bacia do rio Jequitinhonha: Abrange grande parte do nordeste do Estado e uma pequena parte do sudeste da Bahia. Em Minas, totaliza uma área 650 milhões de km².
Bacia dos rios Mucuri: O Mucuri é formado pela junção dos rios Mucuri do Sul, que nasce em Malacacheta, e o Mucuri do Norte, cuja nascente fica em Ladainha. A área total da abrangência da bacia no Estado é 149 milhões de km².
Bacia do rio Paraíba do Sul: Atinge 280 milhões de km². O rio Paraíba do Sul nasce na Serra da Mantiqueira e é o principal curso d'água desta bacia, cuja extensão total é de 708 milhões de km².
Bacia do rio Paranaíba: O rio Paranaíba é o principal formador do rio Paraná. Nasce na serra da Mata da Corda, município de Paranaíba. Tem aproximadamente 1.070 km² de curso até a junção ao rio Grande, onde ambos passam a formar o rio Paraná, no ponto que marca o encontro entre os estados de São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. O rio Paranaíba é conhecido principalmente pela sua riqueza diamantífera e pelas grandes possibilidades hidrelétricas que apresenta.  Nesta bacia e na bacia do rio Grande se localizam algumas das maiores usinas hidrelétricas do Brasil. 
Bacia dos rios Pardo: O rio Pardo nasce em Rio Pardo de Minas.
Bacia do rio São Francisco: É a terceira bacia hidrográfica do Brasil e abrange uma área de 2,3 bilhões de km² no Estado. A cabeceira do "Velho Chico", nome popular do rio, fica na Serra da Canastra, em Minas, e a foz, no oceano Atlântico, entre os Estados de Sergipe e Alagoas.

Fonte:

-Cadastro Ambiental Rural - Secretaria de Estado do Meio Ambiente. Disponível em:<http:// www.semad.mg.gov.br>. Acesso em 05/05/2015.
-Divisão de Sistema da Informação do Setor de Geoprocessamento do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM)
Minas Gerais. Agronegócio vigoroso e promissor. Disponível em:<http://www.mg.gov.br>. Acesso em 10/01/2014.
-Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Disponível em:<http://www.agricultura.gov.br>. Acesso em fevereiro a dezembro de 2010.